Blog do HP

E-mail

peixototv3@gmail.com

WhatsApp

63 9985154180

Blog do HP Topo
Cocaína

Em mais uma etapa da operação Collapsus, Divisão de Narcóticos da Polícia Civil apreende 9 kg de cocaína e prende dois homens na região norte de Palmas

Ação foi realizada nesta terça-feira, 1º, após monitoramento realizado pelas equipe da Denarc e do Gaeco

02/12/2020 11h15
Por: Helder Peixoto
Fonte: SSP/TO
Foto: SSP/TO
Foto: SSP/TO

Em seguimento à operação Collapsus, a Polícia Civil do Tocantins, por meio da 1º Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (1ª Denarc Palmas), e em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Tocantins, localizou mais um ponto de armazenagem de drogas em Palmas, desta vez localizado na região norte da Capital.

Segundo o delegado-chefe da 1ª Denarc e responsável pela ação, Enio Walcácer, as investigações apontaram que um líder de uma organização criminosa localizada em Palmas, que se encontra preso, teria encomendado uma expressiva quantidade de drogas do Cartel Baiano para remessa antecipada para Palmas. O objetivo, conforme apurado, seria abastecer a cidade e a região nas festas de final de ano.

A par das informações, equipes da 1º Denarc e do Gaeco monitoraram um ponto que seria o local de armazenagem das drogas, aguardando o momento em que os narcóticos seriam entregues ao gerente designado para a venda, distribuição e cobrança das dívidas relativas ao tráfico de drogas.

Após monitoramento, as equipes visualizaram nesta terça-feira, 1º, a entrega da encomenda, e realizaram a prisão. Foram presos dois indivíduos, um que atuava como o armazenador da droga e o outro como gerente; dois automóveis, uma moto, bem como cerca de 9 Kg de cocaína de alta pureza e duas barras inteiriças de maconha, balança de precisão e plástico filme.

A droga de alta pureza é avaliada em torno de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). Os detidos foram presos por tráfico interestadual de drogas e associação para o tráfico, e foram colocados à disposição da justiça.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias