Blog do HP
Meio Ambiente Meio Ambiente

Meio Ambiente e Comitê do Fogo realizam última reunião antes do início do Projeto Foco no Fogo em 2022

De Iniciativa da Semarh, com adesão das 32 instituições que compõem o Comitê do Fogo, projeto será iniciado na próxima semana

13/05/2022 11h58
Por: Helder Peixoto Fonte: Camila Mitye
Representantes dos órgãos que compõem o Comitê do Fogo se reuniram nesta quinta-feira, 12, na Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) (Foto: Marcel de Paula)
Representantes dos órgãos que compõem o Comitê do Fogo se reuniram nesta quinta-feira, 12, na Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) (Foto: Marcel de Paula)

Após contribuir para a melhora significativa dos indicadores do Tocantins em 2021, como a redução de 34% da área total queimada no estado em relação ao ano anterior, o projeto Foco no Fogo retorna às atividades neste ano na próxima semana. A ação é uma iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Tocantins (Semarh) com adesão das instituições que compõem o Comitê Estadual de Prevenção e Controle às Queimadas e Combate aos Incêndios Florestais - Comitê do Fogo.

Nesta quinta-feira, 12, representantes dessas instituições estiveram na Semarh para uma reunião de alinhamento antes do início das atividades. A secretária executiva da Semarh, Karynne Sotero, recepcionou os presentes em nome da secretária do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Miyuki Hyashida, destacando a importância do empenho de todos os envolvidos para que os números de redução das queimadas sejam ainda melhores neste ano. “Nós aumentamos o número de município, dos 33 visitados no ano passado para 60 em 2022, porque queremos alcançar o maior número possível de pessoas. É um pedido do governador Wanderlei Barbosa, que tenhamos esse cuidado com regiões importantes para o Tocantins, como os municípios do bico do papagaio”, disse.

Nesta primeira semana, as equipes do Foco no Fogo vão percorrer as propriedades localizadas na zona rural de Palmas, no dia 16, Monte do Carmo, no dia 17, Brejinho de Nazaré, no dia 18, Paraíso do Tocantins, no dia 19, e Porto Nacional no dia 20.

A diretora de Educação Ambiental para Sustentabilidade da Semarh, Erliette Gadotti, chamou atenção para as novidades do Foco no Fogo, que além da ampliação da rota, recebe o apoio de novos parceiros estratégicos. “Neste ano vamos contar com dois parceiros muito importantes, o Detran-TO, que vai iniciar um trabalho diferenciado de educação ambiental, com a confecção de placas com alertas sobre os prejuízos causados pelo fogo, a Polícia Rodoviária Federal, que entra com blitz educativas, alertando os condutores nas rodovias, e a Marinha do Brasil, que também vai nos apoiar com o envio de pessoal”, destacou. A instalação das placas será realizada pela Agência Tocantinense de Transportes e Obras do Tocantins (AGETO), que foi convidada para participar do Foco no Fogo este ano.

A integração do trabalho de prevenção foi ressaltada pelo tenente-coronel Erivaldo Alves, superintendente da Defesa Civil Estadual e coordenador do Comitê do Fogo. “O Tocantins tem avançado muito considerando os outros estados da região Norte, que em sua maioria tratam os incêndios florestais de forma reativa, naquela época específica do combate direto com os brigadistas. Nós fazemos diferente, começamos a pensar no fogo de forma preventiva, com o envolvimento de vários atores, em ações como o Foco no Fogo”, afirmou, completando ainda que a mitigação e o combate também são conduzidos com planejamento no estado, seja por meio do Manejo Integrado do Fogo (MIF) nas Unidades de Conservação, pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturantins), a atuação do PrevFogo, do Ibama, e também com formação das brigadas, tanto as municipais quanto a estadual, resultado de uma parceria entre a Semarh e o Corpo de Bombeiros Militar que vai se repetir este ano.

Redução também em propriedades rurais

Além da redução na área queimada total, outro resultado importante apontado pelo levantamento do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma) do Ministério Público do Tocantins, que faz parte do Comitê do Fogo, foi a redução de 51% de área queimada em imóveis rurais em 2021, em comparação com o ano anterior. Como o público-alvo prioritário do Foco no Fogo são os proprietários rurais, tal dado representa um avanço no controle e combate às queimadas irregulares, demonstrando a efetividade da ação.

Foco no Fogo

O projeto Foco no Fogo nasceu em 2020, trazendo uma nova roupagem para uma ação que já era realizada no estado chamada de Dia D de combate às queimadas. Realizado pela Semarh, com adesão fundamental das 32 instituições que compõem o Comitê do Fogo, o projeto tem como objetivo conscientizar a população sobre os riscos e prejuízos causados pelas queimadas irregulares e incêndios florestais tanto para o meio ambiente quanto para a saúde da população.

Com envolvimento de todos os parceiros, a ação de educação ambiental traz impacto ao percorrer os municípios que registraram maiores focos de queimadas no ano anterior levando informações e orientações aos moradores, especialmente da zona rural. Em 2021, o projeto alcançou  12 mil pessoas nos 33 municípios visitados.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias