Blog do HP

E-mail

peixototv3@gmail.com

WhatsApp

63 9985154180

Blog do HP Topo
Colisão

Dois helicópteros do exército afegão colidem e matam nove soldados

Paralelamente, três civis foram mortos e 14 feridos na província de Laghman durante a explosão de uma bomba ligada a carro da polícia, disse o porta-voz da polícia provincial

14/10/2020 11h27
Por: Paula Carvalho
(Foto: HPP)
(Foto: HPP)

Dois helicópteros do exército afegão que transportavam soldados feridos colidiram nesta terça-feira à noite, na província de Helmand, no norte do país, matando nove militares, anunciou hoje o Ministério da Defesa do Afeganistão.

Os dois helicópteros Mi-17, da era soviética, tiveram problemas técnicos logo na decolagem, no distrito de Nawa, disse o ministério afegão, em comunicado, acrescentando que os mortos eram tripulantes e soldados afegãos que estavam a bordo.

Segundo porta-voz do governador provincial de Helmand, Omer Zwak, os helicópteros transportavam soldados feridos quando caíram.

Na semana passada,  a mesma fonte disse, os combatentes talibãs iniciaram ataques coordenados em diferentes partes da província de Helmand, que se intensificaram nos últimos dias.

Três autoridades locais da província de Helmand contaram à agência de notícias Associated Press que os helicópteros tinham levado militares afegãos para repelir um ataque talibã em Nawa e iriam agora regressar com soldados feridos.

As autoridades afegãs falaram sob condição de anonimato porque não estão autorizadas a falar com a imprensa sobre atividades militares, segundo a AP.

Na segunda-feira (12), as forças norte-americanas relataram ter realizado vários ataques aéreos na província de Helmand para apoiar as forças de segurança afegãs, que estavam sob ataque de talibãs.

O coronel Sonny Leggett, porta-voz dos militares dos EUA no Afeganistão, disse na segunda-feira (12) que os recentes ataques dos talibãs em Helmand "não foram consistentes" com um acordo EUA-talibãs, assinado em fevereiro, e prejudicam as negociações de paz intra-afegãs em curso.

Milhares de civis afegãos fugiram dos distritos de Nawa e Nad Ali por causa dos combates, ressaltou Atiqullah, um líder comunitário local de Nawa que, como muitos afegãos, usa apenas um nome.

"Não sobrou nada, perdemos tudo, incluindo a nossa casa, os nossos bens e o gado", contou, explicando que fugiu, com a sua família, para casa de parentes na cidade de Lashkar Gah, capital da província de Helmand.

Paralelamente, três civis foram mortos e 14 feridos na província de Laghman durante a explosão de uma bomba ligada a carro da polícia, disse o porta-voz da polícia provincial.

O ataque não foi reivindicado.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias