Blog do HP
Domingo, 14 de Julho de 2024
63 985154180
Geral Maranhão

Deflagrada a operação Ossos do Ofício em Imperatriz

Os órgãos envolvidos na operação apuraram denúncias de utilização de ossos em alimentação de animais ruminantes e de abate clandestino de suínos.

11/07/2024 10h43
Por: Helder Peixoto Fonte: Secom Maranhão
- Carcaças e muitos ossos foram encontrados pelos agentes da operação (Foto: Divulgação)
- Carcaças e muitos ossos foram encontrados pelos agentes da operação (Foto: Divulgação)

Equipes do Ministério Público, do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) e das polícias Civil e Militar deflagraram a Operação Ossos do Ofício nessa quarta-feira, 10, em Imperatriz. Os órgãos reunidos apuraram denúncias de utilização de ossos em alimentação de animais ruminantes e de abate clandestino de suínos.

Para averiguar as denúncias, uma das equipes se deslocou até o local onde se encontravam os ossos e ao mesmo tempo para a indústria onde supostamente era direcionada a farinha de osso para produção de sal e ração.

O consumo de farinha de osso pode ser um fator desencadeante para a Encefalopatia Espongiforme Bovina, popularmente conhecida como doença da vaca louca. 

Outra equipe foi deslocada para avaliar a criação e o abate de suínos próximos ao matadouro público municipal de Imperatriz. Os agentes encontraram os animais alojados em condições precárias, e o local de abate de suínos era inadequado, não obedecendo a legislação sanitária vigente.

Os responsáveis pelo abate clandestino de suínos e responsáveis pela empresa de ração animal foram conduzidos para delegacia para prestar depoimentos e um Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO foi instaurado para o ordenamento jurídico do caso. 

Os agentes deram a destinação correta dos ossos que foram encontrados durante a operação e os locais de abate clandestino foram interditados. A empresa fabricante e seus produtos para alimentação de ruminantes foram interditados por uso irregular do selo de inspeção federal.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias