Blog do HP
Domingo, 14 de Julho de 2024
63 985154180
Cidades Gurupi

Prefeitura de Gurupi em parceria com UFT oferece capacitação para mulheres em estado de vulnerabilidade

A Incubadora Social é um programa do Governo Federal por meio do Ministério das Mulheres desenvolvido pela Universidade Federal do Tocantins (UFT) em parceria com a Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria Municipal da Mulher e Cidadania

11/07/2024 10h01
Por: Helder Peixoto Fonte: Secom/Gurupi
(Na esquerda, Cristina Donato - Secretária Municipal da Mulher e Cidadania; no centro, Niléia Cristina - diretora da UFT Campus de Gurupi; e na direita Pastora Nilsem Santos - diretora da mulher ) (Foto: Divulgação)
(Na esquerda, Cristina Donato - Secretária Municipal da Mulher e Cidadania; no centro, Niléia Cristina - diretora da UFT Campus de Gurupi; e na direita Pastora Nilsem Santos - diretora da mulher ) (Foto: Divulgação)
Promover a igualdade de oportunidades e o desenvolvimento socioeconômico de Gurupi é uma das metas dessa gestão, com políticas públicas focadas na capacitação e inclusão de mulheres de baixa renda. A prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria Municipal da Mulher e Cidadania firmou parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e lançou as primeiras atividades do programa Incubadora Social, do Ministério das Mulheres.

A iniciativa conjunta visa levar às mulheres de Gurupi, a oportunidade de capacitação e fortalecimento de renda. E assim, impulsionar o crescimento econômico sustentável, ampliando o acesso dessas mulheres a novas habilidades e ao mercado de trabalho. A partir de cursos no ramo da alimentação.

Segundo a secretária municipal da mulher e cidadania, Cristina Donato, a parceria é fruto do trabalho de políticas públicas voltadas às mulheres. “A capacitação dessas mulheres configura um investimento na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva em Gurupi. É um projeto educacional destinado a mulheres em situação de vulnerabilidade, com objetivo principal de proporcionar uma oportunidade de geração de renda e autonomia”, disse.

Incubadora Social/Cursos

O objetivo principal é oferecer cursos gratuitos e completos de massa doce salgada e doces cristalizados, cada um com carga horária de 60 horas. São 110 vagas para os cursos, que são gratuitos e incluem todo o material didático necessário para a formação, como ingredientes e utensílios, visam capacitar as participantes para o mercado de trabalho, proporcionando uma oportunidade de geração de renda e autonomia.

Podem participar as mulheres de baixa renda, inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O cronograma dos cursos será intensivo, de segunda a sexta-feira, com quatro horas diárias de aula, totalizando 15 dias de formação. As inscrições estão sendo coordenadas pelo Ministério da Mulher e o início das atividades está previsto para o mês de agosto, após uma aula inaugural que será anunciada em breve.

Para participar, as interessadas devem aguardar a divulgação oficial do início das inscrições. Mais informações podem ser obtidas diretamente na secretaria da mulher que fica na rua 4, esquina com a avenida Pará, centro da cidade, no prédio da Casa do Empreendedor.
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias