Blog do HP
Domingo, 14 de Julho de 2024
63 985154180
Educação Ensino Superior

Governo lança editais de R$ 10,5 milhões para fomentar ensino superior paranaense

Destinados às universidades estaduais, os dois editais receberão propostas de novas metodologias de ensino nos cursos de graduação e de atualizaçã...

13/06/2024 17h01
Por: Helder Peixoto Fonte: Secom Paraná
Foto: UEPG
Foto: UEPG

Implantar novas metodologias de ensino nos cursos de graduação e atualizar a infraestrutura de pesquisa nos cursos de pós-graduação das sete universidades estaduais do Paraná. Esses são os objetivos de duas chamadas públicas lançadas neste mês pelo Governo do Estado, que somam R$ 10,5 milhões, destinadas às instituições de ensino superior. Os recursos são assegurados pelo Fundo Paraná de fomento científico e tecnológico, dotação orçamentária administrada pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti). As propostas podem ser enviadas pelas universidades até 30 de junho.

O objetivo do primeiro edital , no valor de R$ 5,5 milhões, é incentivar o uso de técnicas inovadoras nas aulas para melhorar o processo de aprendizagem dos universitários. Entre as novas metodologias estão a gamificação, que envolve desafios para incentivar a participação dos estudantes; o ensino personalizado, que adapta o aprendizado de acordo com o perfil individual de cada aluno; e o ensino invertido, cujo conteúdo teórico é estudado em casa pelos universitários e o tempo em sala de aula é utilizado para a realização de atividades práticas.

O segundo edital , que prevê um montante de R$ 5 milhões, tem como foco promover uma melhoria no desenvolvimento de projetos de pesquisas, a partir da aquisição de equipamentos, da modernização de ambientes acadêmicos e do pagamento de bolsas de estudo. A ação irá beneficiar os cursos de mestrado e doutorado de programas de pós-graduação das sete universidades estaduais, em diferentes áreas do conhecimento.

Em ambos os editais, as propostas devem ser apresentadas nas cinco áreas prioritárias e transversais do Fundo Paraná, definidas pelo Conselho Paranaense de Ciência e Tecnologia. Entre as áreas estão: agricultura e agronegócios; biotecnologia e saúde; energias sustentáveis e renováveis; cidades inteligentes; e sociedade, educação e economia. Os projetos também devem levar em consideração o desenvolvimento sustentável e a transformação digital.

O intuito é que essas medidas de incentivo governamental contribuam para a produção de conhecimento, no âmbito do Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, considerando as demandas da sociedade. Juntas, as sete universidades ligadas ao Governo do Paraná ofertam vagas em 464 cursos de graduação, entre bacharelados, licenciaturas e de tecnologia, 206 cursos de mestrado e 100 de doutorado.

Para o diretor de Ensino Superior da Seti, Osmar Ambrosio de Souza, o investimento em ciência reflete diretamente no desenvolvimento socioeconômico sustentável. “A ciência é um dos pilares do progresso social, econômico e ambiental e um fator essencial para o incremento de novas tecnologias e soluções inovadoras que podem ser aplicadas em diversos segmentos da sociedade”, afirma. “O avanço científico impulsiona os setores da economia, com impacto no desenvolvimento de novos produtos e serviços para o mercado e na produtividade e competitividade empresarial".

MEDICINAA primeira chamada pública prevê um apoio específico para iniciativas voltadas para a prática clínica nos cursos de medicina das universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste) e do Centro-Oeste (Unicentro). Do montante total previsto, R$ 1,2 milhão será aplicado nessas ações, sendo que parte desse recurso, R$ 360 mil, será destinada para o custeio de bolsas-auxílio.

Nessa categoria do edital podem ser apresentadas propostas com várias metodologias de ensino, como, por exemplo, a orientação e o acompanhamento de estudantes em atividades diárias com os médicos; a simulação clínica com uso de manequins e equipamentos em procedimentos de treinamento de habilidades para tomada de decisão; e a aprendizagem baseada na proposição de soluções para casos complexos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias