Blog do HP
Quinta, 13 de Junho de 2024
63 985154180
Geral Maranhão

Estudantes protagonistas da rede estadual atuam na cobertura jornalística do G20 Brasil em São Luís

Os jovens integram o KIDS 20, repórteres mirins que atuam na cobertura jornalística do G20. O seminário foi realizado por meio de parceria entre o ...

11/06/2024 16h33
Por: Helder Peixoto Fonte: Secom Maranhão
- Estudantes protagonistas e gestores escolares da rede estadual, durante evento do G20 Brasil em São Luís (Fotos: Kayo Sousa e Emanuelly Santana)
- Estudantes protagonistas e gestores escolares da rede estadual, durante evento do G20 Brasil em São Luís (Fotos: Kayo Sousa e Emanuelly Santana)

Quatro estudantes protagonistas da rede estadual vivenciaram uma experiência única, nessa segunda-feira (10), durante a realização do seminário sobre segurança na economia digital, que compõe as atividades do fórum do G20, em São Luís (MA). Os jovens integram o KIDS 20, repórteres mirins que atuam na cobertura jornalística do G20. Na ocasião, os estudantes filmaram o evento inteiro, fizeram entrevistas, elaboraram roteiros, produziram matérias e muito mais. O seminário teve a participação do Ministro das Comunicações, Juscelino Filho. A programação do G20 segue na capital maranhense até quinta-feira (13), no Blue Tree Hotel.

Os estudantes selecionados foram Willian Vinicius Nunes Cantanhede - Centro Educa Mais Dayse Galvão; Cibelle Luiza Neves Ribeiro - Centro Educa Mais Almirante Tamandaré; Ana Luzia Damasceno - Centro Educa Mais Estefânia Rosa, e Andreyna Makeyse - Centro de Ensino Liceu Maranhense. Os estudantes foram escolhidos por serem protagonistas nas escolas.

“Eu me sinto lisonjeado por ter sido convidado para colaborar nesse grande evento, que acontece em nosso estado. Sabemos da importância do G20 no combate à fome, à pobreza e à desigualdade em nossa sociedade. O evento tem ajudado a ampliar meus conhecimentos. Espero transferir para o público de minha idade todo esse aprendizado e fortalecer o debate desses assuntos que impactam em nossa sociedade”, expressou Willian Vinicius Nunes Cantanhede, 17 anos.

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, ressaltou a importância do evento internacional para o fortalecimento da educação no Maranhão. “Mais uma excelente oportunidade, onde os estudantes da rede estadual puderam desenvolver suas habilidades e ampliar seus conhecimentos, dessa vez, através da 'educomunicação'. O G20 realiza ações no mundo inteiro, visando ao desenvolvimento socioeconômico das nações, e oportunizar esse debate no Maranhão foi uma grande conquista. Os estudantes levarão essa experiência para o resto de suas vidas”, destacou.

O Brasil é um dos países emergentes que integra o G20. Durante a cúpula realizada na Índia, no ano de 2023, o Brasil assumiu pela primeira vez a presidência desse fórum de cooperação internacional. Deste modo, o país sediará a 19ª Cúpula do G20, que será realizada nos dias 18 e 19 de novembro de 2024 no Rio de Janeiro (RJ).

“O maior desafio da minha gestão é levar banda larga com wi-fi e infraestrutura de rede para todas as escolas do Brasil. Entendemos que é importante fazer essa evolução na educação, levar esse ambiente digital para dentro das unidades escolares e ampliar o acesso à informação dos jovens. Contem com o nosso trabalho e a nossa dedicação à frente do Ministério para garantir a conectividade aos estudantes maranhenses”, proferiu o Ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

O seminário foi realizado por meio de parceria entre o Ministério das Comunicações e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI). O evento antecedeu a 3ª reunião do Grupo de Trabalho de Economia Digital do G20, que acontece, nesta terça-feira (11), na capital maranhense.

“Hoje, o debate principal do G20 foi sobre tecnologia e segurança. Estamos cobrindo todo o evento, ampliando nossa bagagem cultural e intelectual. Tem sido muito interessante experimentar esse ambiente, onde decisões importantes, de alcance global, são tomadas”, exprimiu Lara Monteiro, estudante do Centro Educa Mais Almirante Tamandaré.

Marcelo Branco, da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, ressaltou a importância da participação dos jovens na cobertura do evento. “A ideia da Imprensa Jovem é levar a comunicação do G20 para a casa das pessoas, abordando as temáticas complexas, mas que os estudantes podem ajudar a simplificar. A ação de educação midiática dos jovens permite o G20 alcançar lugares e pessoas que, talvez, não atingisse com a mensagem oficial. Esses conteúdos produzidos pelos próprios alunos da rede pública estadual é matéria-prima para entrar na casa de todos os brasileiros e brasileiras”, expressou.

O tema foi debatido entre representantes de entidades públicas, privadas, do Terceiro Setor e da academia provenientes de diversos países. Durante o evento, os participantes abordaram pontos de interesse comum, como a troca de experiências bem-sucedidas para desenvolver a oferta de serviços públicos de qualidade por meio do governo digital, que garantam segurança ao tratamento de dados dos cidadãos.

O seminário também explorou temas como as novas tecnologias, a exemplo da inteligência artificial e do blockchain, que podem impactar na segurança e no desenvolvimento da economia digital, e apresentou modelos de políticas públicas para conscientizar a população sobre segurança digital.

O evento contou com a participação de integrantes do poder público (GSI; ministérios das Comunicações; Relações Exteriores; Ciência, Tecnologia e Inovação; Gestão e da Inovação em Serviços Públicos; Banco do Brasil e Telebrás), de entidades privadas (Federação das Indústrias de São Paulo - FIESP; Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR - NIC.br - do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil - CERT.br; e Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais - CNPD) e acadêmicos (Universidade de Brasilia - UnB - e Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC).

Entre os participantes estrangeiros, estavam Liina Areng, diretora do projeto de segurança cibernética da União Europeia (EU CyberNet); Jeremy West, chefe de Segurança e Proteção Digital da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE); Craig Stanley-Adamson, chefe de Estratégia Multilateral do Departamento de Ciência, Inovação e Tecnologia do Reino Unido; Rajesh Kumar, chefe da delegação da Índia no G20; Santiago Paz, especialista sênior do Setor de Cibersegurança do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID); e Ibrahim Alfuraih, consultor da Arábia Saudita.

G20 (Grupo dos 20)

O G20 é um fórum de cooperação econômica internacional criado em 1999 e formado por 19 países, entre nações desenvolvidas e emergentes, e também pela União Europeia, e surgiu como resposta às crises econômicas da década de 1990. O G20 tem como objetivo o fortalecimento da economia internacional e a discussão de temas de impacto para o desenvolvimento socioeconômico global, como comércio internacional, agricultura, fontes de energia e mudanças climáticas. As reuniões do G20 são chamadas de cúpulas e têm frequência anual.

Clube do Protagonismo

O Clube do Protagonismo é uma experiência implementada nas escolas da rede pública estadual, a partir das áreas de interesse dos estudantes e seus integrantes, que desenvolvem atividades e proporcionam trocas de informações e de experiências, relacionadas ou não à vida escolar. A atividade proporciona aos jovens envolvidos ampliarem suas possibilidades de atuar no mundo de maneira responsável, consciente e solidária.

Nos Centros Educa Mais, alguns estudantes participam do Clube de Jornalismo. Nos Centros de Ensino, os representantes já participaram de outras entrevistas e se interessaram pelo evento. A participação dos estudantes maranhenses no Seminário do G20 amplia sua vivência em assuntos que já são destaques nas escolas, por meio de ações realizadas pelos clubes.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias