Blog do HP
Quinta, 13 de Junho de 2024
63 985154180
Educação Ensino Superior

Estudantes paranaenses participam de programa da ONU sobre sustentabilidade

O programa foi realizado entre março e junho a partir de uma iniciativa de cooperação da YAH com a Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e En...

04/06/2024 16h48
Por: Helder Peixoto Fonte: Secom Paraná
Foto: SETI
Foto: SETI

Estudantes das universidades estaduais de Londrina (UEL), de Maringá (UEM), de Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Centro-Oeste (Unicentro), do Norte do Paraná (UENP) e do Paraná (Unespar) apresentaram soluções para questões ligadas à sustentabilidade e políticas públicas no encerramento do programa Youth Action Hub (YAH), ligado à Organização das Nações Unidas (ONU).

O programa foi realizado entre março e junho a partir de uma iniciativa de cooperação da YAH com a Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), por meio da Universidade Virtual do Paraná (UVPR).

O YAH é uma iniciativa internacional composta por jovens de 18 a 30 anos de diferentes áreas do conhecimento. O programa tem como objetivo capacitar estudantes sobre a Agenda 2030, por meio de treinamento sobre políticas públicas, sustentabilidade e empreendedorismo.

A coordenadora da UVPR, Maria Aparecida Crissi Knuppel, cita que o assunto é importante e de grande valor para a comunidade acadêmica. A contribuição da Seti foi na estruturação da plataforma de acesso, produção de conteúdo e a disponibilidade de professores das universidades estaduais. "A nossa parte foi realmente apoiar as iniciativas que vêm dos acadêmicos e que vão para os acadêmicos, no sentido de cada vez mais criar e ampliar a consciência em relação aos processos de sustentabilidade, das transformações climáticas que nós vivemos", disse.

Foram três etapas de formação, contabilizando aproximadamente 60 horas de atividades. Na primeira, aproximadamente 600 estudantes participaram do curso Inteligência Sustentável. A segunda etapa contou com 90 estudantes que escolheram se aprofundar em dois temas: Políticas Públicas e Empreendedorismo de Impacto. E a terceira etapa foi o hackathon, encontro realizado em Foz do Iguaçu que teve a participação de 44 estudantes. A dinâmica foi realizada em grupos que apresentaram soluções para os desafios propostos pelo programa da ONU.

A doutoranda em Química Milene Graciele de Almeida, da UEL, comenta que o treinamento proporcionou trabalho em equipe e foi além do conteúdo teórico. "Trabalhamos no desenvolvimento de estratégias, pensando no nosso meio ambiente, no nível econômico, social e governamental, e a responsabilidade que temos em relação aos resíduos", disse.

As equipes apresentaram propostas de um modelo de negócio ou projeto de lei para resolução de problemas sobre o tema “Desenvolvimento de Tecnologias Sustentáveis para o Gerenciamento de Resíduos e Mitigação do Aquecimento Global”. Além de estudantes das universidades estaduais, participaram professores e voluntários para as avaliações e mentorias durante o hackathon.

O estudante de Direito Ian Braziel, também da UEL, destaca a importância da formação teórica e prática. "É um evento que consolida os conhecimentos e propõe uma ação que ensina, de certa forma, na prática como agir para trabalhar em áreas relacionadas à sustentabilidade, resolvendo problemas deste campo. Sendo assim, foi muito gratificante como aprendizado e experiência na prática", complementou.

A coordenadora de Relações Institucionais do YAH Curitiba, Bruna Duffeck dos Santos, afirma que o resultado ao final do curso foi gratificante. "As soluções desenvolvidas por eles foram criativas, inspiradoras e eu espero ter conseguido plantar uma sementinha de preocupação com a sustentabilidade em cada um deles", disse.

PREMIAÇÃO– As propostas foram separadas nas duas trilhas e passaram pela avaliação de uma comissão formada por professores, técnicos e mentores. Na trilha Políticas Públicas a proposta vencedora foi a iniciativa Eco-Código, que é um banco de dados nacional para rastreamento de materiais recicláveis por meio de código de barras que possibilita o controle eficaz sobre a composição e a massa dos materiais na cadeia de produção.

A proposta vencedora na trilha Empreendedorismo de Impacto foi a criação de uma associação no polo têxtil do norte do Paraná com o objetivo de conectar indústrias aos moradores e catadores para conectar todas etapas da logística reversa do setor. Cada integrante das equipes responsáveis pelos projetos vencedores recebeu um troféu.

PROGRAMA– O YAH envolve representantes de 37 países e tem como proposta o apoio e incentivo aos jovens. A parceria entre o YAH e a Seti pretende auxiliar na conscientização sobre desenvolvimento sustentável para a implementação da Agenda 2030 no Paraná. Esta foi a segunda edição do programa realizado em parceria com o Governo do Paraná. O YAH desenvolve atividades no Brasil desde 2019 e já envolveu direta e indiretamente aproximadamente 15 mil pessoas em atividades realizadas nos cursos direcionados para a criação de soluções sustentáveis.

A cooperação institucional busca a implementação da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) no território paranaense. A Agenda 2030 é um plano de ação global que reúne 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, para erradicar a pobreza e promover uma vida digna entre os diferentes povos e nações, direcionado para o bem-estar das próximas gerações, sem perder de vista as condições do planeta.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias