Blog do HP
Quinta, 13 de Junho de 2024
63 985154180
Saúde Piauí

Governo investirá mais de R$ 602 milhões na expansão da rede de média e alta complexidade

Com execução do plano, os serviços de saúde disponibilizados na capital serão levados para Picos, Parnaíba e Floriano.

26/05/2023 15h50
Por: Helder Peixoto Fonte: Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

O Governo do Piauí lançou, nesta sexta-feira(26), o Plano de Expansão da Rede de Média e Alta Complexidade do Estado, que visa promover a regionalização da saúde. A expansão, que vai contar com um investimento de R$ 602,5 milhões, engloba todos os 11 territórios de saúde e inclui a implantação de novos serviços, bem como a instalação de novas unidades de saúde, seguindo a hierarquização em rede.

Segundo o governador Rafael Fonteles, o plano é levar toda a estrutura de saúde da capital para os três grandes polos. “Aqui em Teresina tem um hospital referência em alta complexidade, então esse mesmo serviço será oferecido no Justino Luz (Picos), no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde-HEDA (Parnaíba) e no Tibério Nunes (Floriano)”, explicou o governador, exemplificando também que os tratamentos de oncologia, maternidade, pronto socorro, todos prestados em separado, como ocorre em Teresina também serão ofertados em Parnaíba, Picos e Floriano.

De acordo com Rafael Fonteles, é uma descentralização da rede de média e alta complexidade  nos quatro polos principais e outros 12 polos intermediários, somando 16 cidades envolvidas distribuídas nas 4 macrorregiões. Ao todo, são R$ 602 milhões investidos, sendo 2/3 oriundos de recursos estaduais, cerca 20% a 25% vêm de recursos federais, por meio de emendas parlamentares, além de recursos do Ministério da Saúde.

“Em todos esses municípios teremos investimentos seja em UTI, maternidade de médio ou alto risco, exames como tomografia, ressonância, ambulatório de especialidades, separação do pronto- socorro do hospital principal. Tudo isso será uma revolução e temos um cronograma a ser seguido dentro de 3 anos, tudo com valor e prazos definidos. Cabe a nós garantir os recursos e, principalmente, vencer a burocracia na execução desse plano tão bem feito pela equipe da Saúde”, relatou.

De acordo com o governador, a população vai sentir a diferença no atendimento à medida em que esses equipamentos sejam entregues. “Em Campo Maior, por exemplo, a população já percebeu a melhoria. Assim,  quando inaugurarmos a maternidade de Teresina no dia 28 de julho,  a população vai perceber a diferença de estrutura e de atendimento”, relatou Rafael.

De acordo com o secretário de Saúde, Antônio Luiz, o Plano de Expansão da Rede de Média e Alta Complexidade do Estado será uma revolução na saúde. “São investimentos em obras e equipamentos que farão com que as estruturas existentes nas macrorregiões como Parnaíba, Picos e Floriano possam garantir os mesmos serviços de saúde disponibilizados em Teresina”, informou, acrescentado o serviço de telessaúde, que ajudará os municípios e reduzirá deslocamentos de pacientes para municípios maiores.

O Superintendente de gestão da rede de média e alta complexidade, Dirceu Campelo, esclareceu que este plano totaliza um investimento de mais de R$ 600 milhões, contemplando as 4 macrorregiões, além  das 11 regionais de saúde.

Programa Expansão da Rede de Média e Alta Complexidade (Foto: Gabriel Paulino)
Programa Expansão da Rede de Média e Alta Complexidade (Foto: Gabriel Paulino)

Investimentos

Na Macrorregião Semiárido (Picos – Vale do Guaribas; Valença – Vale do Sambito; e Oeiras – Vale do Canindé) serão investidos R$ 142,5 milhões;

Na Macrorregião Cerrado (Floriano – Tabuleiros dos Rios Piauí e Itaueira; Uruçuí – Tabuleiros do Alto Parnaíba; São Raimundo Nonato – Serra da Capivara; e Bom Jesus – Chapada das Mangabeiras) o investimento será de R$ 119,0 milhões;

Macrorregião Litoral (Parnaíba – Planície Litorânea; Piripiri – Cocais; e Chapada das Mangabeiras) serão destinados R$ 102,5 milhões;

Macrorregião Meio Norte (Teresina – Entre Rios; e Campo Maior – Carnaubais), o investimento será da ordem de R$ 238,5 milhões.

Obras em Teresina

Dentro do programa de expansão, Teresina será contemplada com as seguintes obras:

Ambulatório de especialidades e exames especializados (Policlínica) com entrega para outubro de 2025;

Nova hemodinâmica, Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON), além de novos equipamentos para o HGV – Dezembro de 2023;
Nova Maternidade – Julho de 2023;
Centro de atendimento ao paciente com autismo – Dezembro de 2024;

Hospital da Polícia Militar- Dezembro de 2025;
Hospital Areolino de Abreu – Dezembro de 2024;
Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) – Dezembro de 2024.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias